Casamento Budista

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Os convidados para um casamento budista são recebidos e saudados com vários cânticos, tal como o noivo enquanto espera pela noiva.

Resumo:

Quando ela chega, é recebida por um leitor que a leva até ao noivo. Os noivos ajoelham-se diante de um móvel que contém o pergaminho sagrado.
Depois o casal bebe de três taças com tamanhos diferentes, o que simboliza a forma como as suas vidas crescerão dentro do casamento.
Poderá haver uma troca de alianças, seguindo-se um sermão do leitor. A cerimônia termina com aplausos e congratulações aos noivos.

Cerimônia com detalhes:

Para os budistas o ritual o casamento não é considerado um dever religioso é uma opção pessoal.
Depois das formalidades do registro civil, os noivos recebem uma bênção dos monges no templo local.
Embora os monges budistas não oficializem a cerimónia legalmente, eles fazem um serviço religioso, para abençoar os noivos. Do ponto de vista budista, o casamento nem é sagrado nem não-sagrado.

Trajes:

A família decide a cor dos trajes da noiva e do noivo, nunca escolhendo a cor preta.Cores quentes como o vermelho ou o dourado são as cores preferidas para esta ocasião.
A noiva budista usa um vestido bordado chamado, o tradicional bhaku. O vestido lembra um sarong comprido. A noiva usa o vestido com uma blusa sem mangas, complementado com um casaco especial, um lenço e alguma bijutaria feita de pedras preciosas e semipreciosas, como as pérolas. A noiva usa também sapatos especiais feitos para o casamento.
O noivo budista também usa um bhaku, só que com mangas. O bhaku tem um comprimento até aos tornozelos, o traje bordado é usado com um colete chamado lajha. O noivo usa também uma capa bordada e uma faixa à volta da cintura.

Ritual do casamento budista:

Em frente a um altar do deus Buda, todo decorado com flores e velas, os noivos, as famílias e os convidados se juntam.
O noivo, a noiva e os convidados recitarão o Tisarana, Pancasila e o Vandana quer em Pali, ou em outra língua.
Solicita-se aos noivos que acendam as velas e os incensos. Continuamente os noivos oferecem flores à imagem de Buddha.
Depois disto, o noivo e a noiva deverão recitar à vez, os votos que são prescritos para cada um deles.

Votos do noivo: "Em frente à minha mulher que acolho, aceito ama-la e respeitá-la, ser amável, ser fiel, delegar as tarefas domésticas e providenciar presentes para a satisfazer”.

Votos da noiva: “Em frente ao meu marido que acolho, aceito realizar as tarefas domésticas eficazmente, ser hospitaleira paracom os seus parentes e amigos, ser fiel, proteger os nossos ganhos, efectuar as minhas responsabilidades com amor e conscienciosamente”.

No fim da cerimónia, só os pais ou os semelhantes citarão o Mangala Sutta e o Jayamangala Gatha oferecendo a sua bênção aos noivos.

Recepção

Para a recepção, ainda que o casal tenha optado por uma cerimônia tipicamente budista, temos que ter em mente que estamos no Brasil. Sendo assim, a festa não precisa seguir plenamente as tradições, pode sim ser uma festa mais tradicional, apenas com alguns toques orientais.
Seguindo esta linha, o investimento maior fica por conta de decoração. Utilização de mobiliário em madeira crua, biombos, estatuas e cestas combinam bem com o "tema". O budismo possui as cores amarelo e vermelho como base, então, pode-se utilizar estas mesmas cores para dar o tom da recepção.

Por fim, para lembrancinhas, fica a dica: incensos ou biscoitinhos da sorte.



Agradecimentos ao site Casamento e Cia

Read more...

Conselhos do Padre Navarro

quarta-feira, 2 de abril de 2008

O Padre Navarro é o pároco de uma Igrejinha no alto da Boa Vista, a Santo Cristo dos Milagres.
Quem já foi a uma cerimônia realizada por ele sabe que é inesquecível.
O ponto alto, na minha opinião, são os conselhos dado ao casal. Que na verdade valem para todos os casais.

Posto aqui alguns deles:

. Sempre fazer ao menos uma refeição por dia juntos. E rezar antes da refeição.
. Agradecer sempre a Deus pelos momentos juntos, pela refeição, e tornar isso um hábito.
. Desligar a TV na hora da refeição. A refeição é o momento de reunião, de conversar, confraternizar e agradecer a Deus. E a TV fica meio que sobrando nessa confraternização.
. A TV deve ficar na sala. TV no quarto é fim de casamento na certa...
. Brigar um de cada vez e ceder a vez de brigar;
. Quando brigar de noite, fazer as pazes antes do amanhecer;
. Quando brigar de dia, fazer a spazes antes do anoitecer;
. A esposa deve se embelezar para ficar dentro de casa e não só para sair e o marido tambem deve estar sempre barbeado para sua esposa.
. Lembrar de dizer sempre as três palavrinhas: "Eu te amo", que são as palavras fortes entre os dois, costurando este amor e este carinho. Dizê-las muitas vezes, até quando estiverem brigando!
. Não existe coisa pior do que sogro e sogra contrariados. Nada pior do que começar um casamento sem a benção dos pais.
. Estar sempre atento às coisas um do outro. Quando cortou o cabelo, quando colocou um vestido diferente...
. Ter sempre tempo para o outro. Nenhum sucesso justifica o fracasso familiar!
. Falar de tudo um para o outro (o que chateou, as coisas boas,...) nem que sejam 10 minutos por dia!
. Não tenham pressa de terem os filhos. Deixem, primeiro, consolidar o papel de marido e mulher. Alguns casais se atiram rapidinho no papel de pai e mãe, a mãe vira "supermãe", o pai vira "paitrocinador", os dois vão se distanciando, as crise vêm, as cobranças aumentam, os dois notam que pararam no tempo e que deixaram, há muito tempo, de ser marido e mulher.

Read more...

Casamento Prático - Assessoria e Cerimonial para Casamentos, Mini Weddings e Eventos Sociais Copyright © 2011 - Todos os Direitos Reservados