Casamento Budista

segunda-feira, 28 de abril de 2008

Os convidados para um casamento budista são recebidos e saudados com vários cânticos, tal como o noivo enquanto espera pela noiva.

Resumo:

Quando ela chega, é recebida por um leitor que a leva até ao noivo. Os noivos ajoelham-se diante de um móvel que contém o pergaminho sagrado.
Depois o casal bebe de três taças com tamanhos diferentes, o que simboliza a forma como as suas vidas crescerão dentro do casamento.
Poderá haver uma troca de alianças, seguindo-se um sermão do leitor. A cerimônia termina com aplausos e congratulações aos noivos.

Cerimônia com detalhes:

Para os budistas o ritual o casamento não é considerado um dever religioso é uma opção pessoal.
Depois das formalidades do registro civil, os noivos recebem uma bênção dos monges no templo local.
Embora os monges budistas não oficializem a cerimónia legalmente, eles fazem um serviço religioso, para abençoar os noivos. Do ponto de vista budista, o casamento nem é sagrado nem não-sagrado.

Trajes:

A família decide a cor dos trajes da noiva e do noivo, nunca escolhendo a cor preta.Cores quentes como o vermelho ou o dourado são as cores preferidas para esta ocasião.
A noiva budista usa um vestido bordado chamado, o tradicional bhaku. O vestido lembra um sarong comprido. A noiva usa o vestido com uma blusa sem mangas, complementado com um casaco especial, um lenço e alguma bijutaria feita de pedras preciosas e semipreciosas, como as pérolas. A noiva usa também sapatos especiais feitos para o casamento.
O noivo budista também usa um bhaku, só que com mangas. O bhaku tem um comprimento até aos tornozelos, o traje bordado é usado com um colete chamado lajha. O noivo usa também uma capa bordada e uma faixa à volta da cintura.

Ritual do casamento budista:

Em frente a um altar do deus Buda, todo decorado com flores e velas, os noivos, as famílias e os convidados se juntam.
O noivo, a noiva e os convidados recitarão o Tisarana, Pancasila e o Vandana quer em Pali, ou em outra língua.
Solicita-se aos noivos que acendam as velas e os incensos. Continuamente os noivos oferecem flores à imagem de Buddha.
Depois disto, o noivo e a noiva deverão recitar à vez, os votos que são prescritos para cada um deles.

Votos do noivo: "Em frente à minha mulher que acolho, aceito ama-la e respeitá-la, ser amável, ser fiel, delegar as tarefas domésticas e providenciar presentes para a satisfazer”.

Votos da noiva: “Em frente ao meu marido que acolho, aceito realizar as tarefas domésticas eficazmente, ser hospitaleira paracom os seus parentes e amigos, ser fiel, proteger os nossos ganhos, efectuar as minhas responsabilidades com amor e conscienciosamente”.

No fim da cerimónia, só os pais ou os semelhantes citarão o Mangala Sutta e o Jayamangala Gatha oferecendo a sua bênção aos noivos.

Recepção

Para a recepção, ainda que o casal tenha optado por uma cerimônia tipicamente budista, temos que ter em mente que estamos no Brasil. Sendo assim, a festa não precisa seguir plenamente as tradições, pode sim ser uma festa mais tradicional, apenas com alguns toques orientais.
Seguindo esta linha, o investimento maior fica por conta de decoração. Utilização de mobiliário em madeira crua, biombos, estatuas e cestas combinam bem com o "tema". O budismo possui as cores amarelo e vermelho como base, então, pode-se utilizar estas mesmas cores para dar o tom da recepção.

Por fim, para lembrancinhas, fica a dica: incensos ou biscoitinhos da sorte.



Agradecimentos ao site Casamento e Cia

6 comentários:

  1. Não conhecia o blog Fernanda, que conteudo bacana!!!

    Obrigada pelo post carinhoso no blog hoje.

    Bjs,

    Esperanza

    ResponderExcluir
  2. Ei ia casar no budismo. Em SP tem um lugar muito mágico chamado Nova Gokula. Lá eles esclarecem as dúvidas sobre o casamento budista. Vale a pena vc dar uma olhada no site, é só colocar Nova Gokula que aparece no google!!!
    Flor, ainda não te mandei o convite pq o computador deu bug e agora que está de volta com alguuns programas ainda. Já já te mando!!
    bjão

    ResponderExcluir
  3. Só um detalhe, Buda não é nenhuma divindade, Buda nunca foi e nunca será um deus. O buda histórico foi um príncipe hindu que atingiu a iluminação meditando. Era uma pessoa normal, nasceu, cresceu e morreu. Buda não é nenhum tipo de deus.

    ResponderExcluir
  4. estou ficando com um menino, e hj descobrir que ele é budista.
    tenho uma filha de 1 ano e 6Ms,
    sera possivel levar esse relacionamento a frente..?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. depende muito da família em si e não da religião, lembrando que o casamento no budismo não é obrigação e sim uma opção. sonho em ter um casamento budista, mas receio pelos mantras que serão recitados, são lindos, mas como não temos a pratica, estes se tornam complicados

      Excluir

Postar um comentário

Casamento Prático - Cerimonial do Dia | Cerimonialista | Mini Weddings | Rio de Janeiro Copyright © 2011-2017 - Todos os Direitos Reservados